Força de trabalho

A força de trabalho refere-se a quantidade de cidadãos aptos a desempenhar suas funções em uma determinada sociedade.

Segundo dados estatísticos da Organização Internacional do Trabalho, há em todo mundo cerca de cento e cinquenta milhões de trabalhadores que migram a todo instante em busca de melhores condições de emprego.

Ainda segundo a OIT a metade de todas as mulheres do mundo tem como principal função os afazeres domésticos.

A constante migração de mão de obra está presente em praticamente todo mundo, sendo que a maior proporção se concentra nos países de origem árabe.

O desemprego no mundo é uma questão extremamente grave do ponto de vista econômico e social.

No Brasil segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas faltou no último trimestre de 2017 cerca de 26,4 milhões de oportunidade de trabalho.

Alternativas

Como alternativa ao crescente desemprego no Brasil, o trabalho por conta própria tem crescido de forma exponencial.

No ano de 2016 no Brasil o IBGE havia divulgado que o número de trabalhadores sem ocupação no país havia caido 1,02 milhões de pessoas, quando se levava em consideração os meses de março, abril e maio daquele ano. Esse número era um comparativo com os mesmos meses do ano anterior.

Ainda segundo os estudos, nesse mesmo período o número de trabalhadores que resolveram se aventurar em seus próprios negócios subiu cerca de um milhão de pessoas.

Isso mostra de forma clara o quanto os brasileiro são criativos em momentos de dificuldades econômicas como as que vem ocorrendo nos últimos anos.

No entanto uma coisa muito importante é que todo trabalhador deve se preocupar com a poupança do dinheiro tão duramente conquistado, e uma forma de se assegurar quanto a isso é investindo de forma racional e segura. Para quem é ousado tem disposição para riscos uma boa pedida é investir em criptomoedas, porém nunca é demais se preparar fazendo um curso que ensine trabalhar com bitcoin.

Vendas pela internet

Uma forma que muitas pessoas encontraram para driblar o desemprego revelou-se para muitos profissões rentáveis e altamente cobiçadas. Vender através da internet tem sido sem dúvida o objetivo de muita gente.

O problema é que a quantidade de pessoas que se enveredam por esse caminho é muito grande, e a única chance que se tem de sobressair em um ambiente tão competitivo é tentar de todas as formas obter conhecimento.

Para quem deseja encarar de vez esse ramo que particularmente acho muito promissor recomento que façam algum tipo de curso. Existem muitos profissionais talentosos que ensinam aquilo que aprenderam e vivenciam até hoje.

Se tiver interesse recomendo que visite um site chamado como trabalhar pela internet para que tenha uma boa visão do que estamos falando.

Um outro curso que certamente poderá ser muito útil poderá ser visto em um site que discorre sobre um curso para trabalhar na internet. Lá é possível encontrar muitas dicas de negócios que trazem bons retornos financeiros.

Se você estiver preparado com a excelentes dicas que vai receber dos criadores de métodos exclusivos verá que uma das melhores alternativas na busca por produtos para revenda é a importação.

Com base no que foi exposto acima gostaria de recomendar um curso que conheci e de tão excelente que é acompanho até hoje. O criador do curso se chama Felipe Barcelos e o curso que ele criou chama-se Academia do Importador e ensina como importar produtos.

Tenho certeza que acompanhando com interesse os ensinamento e as dicas que ele dá você será capaz de entrar definitivamente no ramo e aprender com o curso de importação de produtos a importar com eficiência.

 

Cidades bonitas

Todas as cidades tem seus encantos, embora muitas vezes não consigamos enxergar. Mas quando se tem boa vontade é possível descobrir coisas boas. Mesmo onde não se pensa que vai encontrar.  O fato incontestável é que em todo o mundo há cidades maravilhosas que fascinam pela cultura, arte e topográfica exuberante.

A seguir alguns exemplos de cidades cidades que são consideradas unanimidade quando o assunto é atração turística.

Kagoshima

No Japão encontramos a província de Kagoshima que tem em sua característica climática tempo quente e temperado. Está localizada no sudoeste de Kyushu e sua faixa litorânea abriga um enorme conjunto de ilhas, cuja maior importância recai sobre as ilhas Amami.

Abriga uma grande cadeia de vulcões ativos e outros adormecidos com destaque para o Sakurajima. A província foi base naval nas guerras do século 20 em que o Japão teve participação.

O site de turismo oficial da cidade com tradução para o inglês é kagoshima-yokanavi.jp/english. Basta visitar o site e ficar fascinado com tantas opções de turismo, lazer e gastronomia.

Cingapura

Também situada na Ásia é o país que apresenta um dos maiores índices de desenvolvimento humano da região. Está bem próximo da da Malásia separada pelo estreito de Johor.

Sua população em 2016 era de 5,607 milhões de pessoas, composta principalmente por descendência chinesa, malaia e indiana. No seu idioma encontramos quatro línguas oficiais que são: inglês, tâmil, malaio e mandarim.

É um país bastante jovem pois se tornou independente somente em 1965 no dia 9 de agosto. Antes foi uma colônia britânica por longo período que se estendeu desde o ano de 1824. No entanto é um dos mais desenvolvidos da região com sua arquitetura de tirar o fôlego.

Kioto

Voltando para o Japão tem a magnífica cidade de Kioto com seus templos milenares. Sua população em 2015 era de 1,475 milhões de pessoas. Foi fundada no século I permanecendo como capital do Japão imperial até ser substituída por Tóquio no ano de 1868.

É a segunda cidade com mais população em todo o Japão ficando atrás apenas de Tóquio.

Kioto está localizada em uma região montanhosa na bacia de Yamashiro na posição ao leste do país. Devido a sua posição geográfica o clima vai aos extremos. Na época do verão a temperatura é bastante alta e no inverno passa por períodos extremamente frios.